BENEFÍCIOS DA IMPLEMENTAÇÃO DE SGQ E SGA

"A preservação ambiental está no foco das discussões mundiais há, pelo menos, seis décadas. Desde o século XX já se vislumbrava uma certa preocupação com questões ligadas ao meio ambiente, mas foi nos anos 70 que teve início um movimento para proteção de grandes componentes da natureza."

De lá para cá, planos de ações e acordos climáticos de cooperação foram firmados entre países e organizações internacionais em busca de soluções para os problemas ambientais.

Um dos aspectos mais importantes de todos esses movimentos foi a mobilização não só da sociedade, mas também dos empresários, visando maior eficiência com uso das matérias-primas utilizadas em seus processos produtivos, evitando assim, a ocorrência de impactos e danos ambientais.

A crescente conscientização ambiental obrigou a comunidade empresarial a adotar padrões de produção e consumo mais sustentáveis. Dessa forma, as empresas entenderam que, para continuarem funcionando, teriam que integrar, cada vez mais, componentes ambientais às suas estratégias comerciais e seu planejamento estratégico.

Por isso, a importância da implementação dos Sistemas de Gestão Ambiental (SGA) e de Gestão de Qualidade (SGQ), já que ao optar pela implantação de ambos os sistemas, as empresas não recebem apenas benefícios financeiros, elas diminuem riscos de multas por descumprimento da legislação ambiental, a incapacidade de obtenção de crédito bancários e outros investimentos de capitais, além de perda de mercados por incapacidade competitiva, além, claro, de diminuir a ocorrências de acidentes.

No Estado de Santa Catarina, por exemplo, a Assembleia Legislativa aprovou um projeto de lei que tem como objetivo desburocratizar a renovação das Licenças de Operação Ambientais por parte das empresas catarinenses.

As atividades ou empreendimentos que comprovarem perante o órgão ambiental licenciador serem detentoras da Certificação de Gestão Ambiental ISO 14001 terão suas licenças ambientais automaticamente renovadas.

O Estado de Minas Gerais é outro exemplo de desburocratização de licenças ambientais. O Sistema Estadual de Meio Ambiente concede benefícios às empresas que investem no processo de gestão ambiental, especificamente na certificação de Sistema de Gestão Ambiental, e que apresentarem a certificação nos termos da ABNT NBR ISO 14001 durante o encaminhamento de seus processos de licenciamento, ou durante a vigência da sua Licença de Operação.

Somado a esses benefícios, ao implantar esses sistemas de gestão, as empresas garantem tomadas de decisões mais seguras, objetivas e eficazes.

O SGA, por exemplo, tem como finalidade garantir que as preocupações com o meio ambiente não estejam ligadas apenas às ações pontuais, mas estejam enraizadas na política da companhia, presente em todos os processos, desde planejamento até a execução.
Ou seja, o objetivo é que ela esteja difundida em toda estrutura organizacional, para que haja comprometimento contínuo com ações voltadas à preservação e conservação do meio ambiente, a fim de promover resultados econômicos e sociais.
Benefícios da implementação de um SGA:

Cumprimento da legislação ambiental e redução dos riscos associados ao seu descumprimento;
Redução de custos com o aumento da eficiência nos diversos processos da empresa através do menor consumo de insumos, como água e energia, por exemplo, além de reduzir a geração de resíduos;
Aumento da motivação e participação dos colaboradores na gestão interna;
Maior conhecimento dos processos do empreendimento, o que proporciona uma melhor capacidade de inovação;
Melhoria da imagem da organização junto à sociedade;
Ganhos de competitividade e melhor posicionamento no mercado, além de maior credibilidade com alguns stakeholders, como instituições financeiras.
​​
Já o SGQ é uma ferramenta que traz controle e padronização dos processos e também permite a medição da eficácia das ações tomadas, com foco na satisfação do cliente e na busca da melhoria contínua dos processos.
Vantagens da implantação de um SGQ:

Benefícios qualitativos: utilização adequada dos recursos (equipamentos, materiais, mão de obra), disciplina a produção e uniformiza o trabalho, auxilia o treinamento e melhora o nível técnico da mão de obra, registra o conhecimento tecnológico, facilita a contratação ou venda de tecnologia;
Benefícios processuais: participação em programas de garantia da qualidade, controle de produtos e processos, padronização de controle e testes de laboratórios, segurança do pessoal e dos equipamentos, racionalização do uso e tempo;
Benefícios quantitativos: redução do consumo e do desperdício (gestão de materiais), especificação de matérias-primas, padronização de componentes e equipamentos, redução de variedade de produtos, procedimentos para cálculos e projetos, aumento da produtividade, melhoria da qualidade de produtos e serviços.

Se você se interessou pelo tema, entre em contato com a Advice Ambiental e obtenha mais informações sobre o processo de implementação dos Sistemas de Gestão Ambiental e de Gestão de Qualidade